Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Violência contra jovens é assunto do Sem Censura

Confinados, jovens sofrem mais com adultos violentos dentro de casa

No Sem Censura que a TV Brasil transmite ao vivo às 14h de segunda-feira, o apresentador Dylan Araújo bate um papo com o neuropsicólogo Hugo Monteiro Ferreira, professor da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRP), sobre a vulnerabilidade de jovens e crianças que são vítimas de violência doméstica. De acordo com o especialista, o isolamento social só fez piorar essa situação.

Monteiro, que é coordenador do Núcleo do Cuidado Humano da UFRP e autor do livro “Geração do quarto: quando crianças e adolescentes nos ensinam a amar”, explica que a violência contra crianças e jovens tende a se agravar durante a quarentena ocasionada pela Covid-19. Para o professor, longe dos olhos de todos, confinados em casa, os meninos e as meninas ficam a mercê de adultos violentos, que os veem como suas “propriedades” e os usam para descarregar a própria revolta.

O Sem Censura de segunda ainda entrevista o vocalista do grupo Maneva, Thales de Polli, que dá detalhes do projeto “Tudo Vira Reggae”, em que a banda regrava, em ritmo de reggae, sucessos de nomes como Chitãozinho e Xororó, Raul Seixas e Alceu Valença.

Um dos mais tradicionais "talk shows" da televisão brasileira, no ar desde 1985, o Sem Censura conta com jornalistas no Rio de Janeiro, Brasília e São Paulo, que trazem as notícias do dia. Outros profissionais de veículos da Empresa Brasil de Comunicação, como Agência Brasil e Rádio Nacional, comentam essas pautas.

A interação com o público se dá via hashtag #semcensura no Twitter, Instagram e Facebook. Os telespectadores ainda podem enviar mensagens por WhatsApp, no número (21) 99903-5329.

Serviço:
Sem Censura
AO VIVO
Segunda-feira, 10 de agosto, às 14h, na TV Brasil

Gerência de Comunicação
Empresa Brasil de Comunicação - EBC
Contato:(21) 2117-6218 / (21) 2117-6653

Criado em 10/08/2020 - 14:15 e atualizado em 10/08/2020 - 14:15

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí