Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Museu Nacional dos Correios

Espaço abriga a primeira carta enviada no Brasil, escrita por Pero Vaz

Conhecendo Museus

No AR em 23/08/2014 - 18:30

Modelo de telégrafo que integra o acervo do museuAcervo abrigaainda peça histórica de emitir telegramaA rota turística e cultural de Brasília (DF) é riquíssima. Ao visitar a capital brasileira, tanto os moradores quanto os turistas têm à sua disposição, uma agenda completa de museus e centros de cultura. Neste Conhecendo Museus você vai amos visitar o Museu Nacional dos Correios, que proporciona aos visitantes novas experiências nas mais diversas formas de expressão.

Inaugurado em 15 de janeiro de 1980, o Museu Nacional dos Correios atrai muitos colecionadores brasileiros e curiosos de todo o mundo. O acervo conta com cerca de um milhão de peças abrangendo os temas História Postal, Historia Telegráfica e Filatelia relacionadas com os correios e a sua evolução no Brasil.São exposições temporárias e permanentes.

A história do museu começou no século XIX, quando os serviços de Correios ainda funcionavam separados dos Telegráficos. Neste período, o diretor Betim Paes Leme, através da Carta Circular nº 40 de 27 de fevereiro de 1889, criou o museu local de guarda das relíquias do correio brasileiro e onde ficam armazenados os documentos da história do serviço e de seus progressos. Na mesma época, a Repartição Geral dos Telégrafos mantinha um museu criado pelo Barão de Capanema no Paço Imperial. Ambos os museus estavam fechados antes da fusão dos serviços, em 1931, quando o presidente Getúlio Vargas criou o Departamento de Correios e Telégrafos (DCT). Várias tentativas foram feitas para reativar o museu, que somente teve suas peças reunidas em 1963, no Rio de Janeiro, para as comemorações dos 300 anos de criação dos Correios no Brasil.

Após a extinção do DCT e a criação da ECT – Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos foi criada uma comissão para criar o Museu Postal e Telegráfico, que foi aberto ao público em 15 de janeiro de 1980, em Brasília. Em seu acervo, o visitante pode conhecer de perto uma enorme coleção de selos, que encanta qualquer colecionador. Também encontra a primeira carta enviada no Brasil, escrita por Pero Vaz de Caminha.

 




Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.

Criado em 07/08/2014 - 17:55 e atualizado em 07/08/2014 - 18:03

Ultimas

O que vem por aí