Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Documentário Estamira é a atração da TV Brasil nesta noite de segunda

O filme venceu 25 prêmios em festivais nacionais e internacionais

O premiado documentário “Estamira” mostra de perto a precariedade da saúde pública e as condições de trabalho sub-humanas a que estão submetidos os trabalhadores dos “lixões”. O documento vai ao ar nesta segunda, dia 4, às 23h, na TV Brasil. 

Aos 63 anos e com problemas mentais, Estamira trabalha no Aterro Sanitário de Jardim Gramacho, local que recebia o lixo produzido na cidade do Rio de Janeiro. Com um discurso eloquente, ela levanta questões de interesse global, como o destino do lixo produzido pelos habitantes de uma metrópole e os subterfúgios que a mente humana encontra para superar uma realidade insuportável.

O premiado documentário Estamira, dirigido por Marcos Prado, conta a história da mulher que, por mais de 20 anos, sobreviveu em um lixão do Rio de Janeiro. Ela morreu por falta de atendimento médico imediato para tratar uma infecção no braço.

O fotógrafo carioca Marcos Prado se dedicava havia seis anos a documentar, em fotos, o cotidiano do lixão do Jardim Gramacho, em Duque de Caxias (RJ). Nesse período, ele conheceu a pessoa que seria a protagonista de seu longa de estreia como diretor.

O filme traça um perfil dessa interessante mulher, colocando em pauta assuntos como a saúde pública, a vida nos aterros cariocas e a miséria brasileira. 

No documentário, Estamira é acompanhada desde o início de seu dia, quando sai de casa, em Campo Grande, ainda de madrugada, em um longo trajeto. Primeiro de ônibus, depois a pé, em direção ao lixão, um gigantesco complexo onde são depositadas 9 mil toneladas de lixo por dia. Chegando ao lixão, ela se junta a um grupo que inclui velhos, mulheres e crianças, que procuram obter objetos e alimentos em estado razoável no meio do lixo, disputando o espaço com urubus.

O documentário correu o mundo, obtendo 25 prêmios em festivais nacionais, como a Mostra Internacional de São Paulo e o Festival do Rio, e internacionais, como os festivais de Marselha, Karlovy Vary (República Tcheca), Havana, Viena, Londres e Miami.

Reprise. 127 min.
Ano: 2004.
Gênero: documentário.
Direção: Marcos Prado.
Classificação: Não recomendado para menores de 10 anos.

Serviço
Cine Ibermedia - Estamira, segunda (dia 4), às 23h, na TV Brasil 
 

Ultimas

O que vem por aí