Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Laser inovador usado na arqueologia

O programa também traz um método usado para acompanhar em tempo real a

Futurando

No AR em 09/03/2017 - 06:15

Sítio arqueológicoO LIDAR, um tipo de escaner a laser, está sendo usado por arqueólogos para enxergar a topografia de uma cidade francesa de dois mil anos escondida sob uma floresta. Vamos trazer no Futurando uma reportagem que explica como funciona essa tecnologia e como ela fez "reaparecer” o lugar onde ficava a antiga Bibracte.

No Centro Aeroespacial Alemão, o DLR, cientistas fazem testes de um modelo de avião movido a hidrogênio. O sistema inovador permitiria voos silenciosos e sem emissão de carbono. Mas uma aeronave assim ainda esbarra em limites. Por enquanto o número de passageiros transportados ainda é pequeno.

No programa também tem uma matéria sobre um recordista de memorização, que em 30 segundos consegue memorizar cartas de baralho. Soa genial, só que o truque dele é mais simples que parece. Você vai entender. O cérebro, aliás, é um órgão extremamente complexo. Pesquisadores decidiram estudar a atividade de neurônios nos peixes para, em algum momento, aprender o suficiente e aplicar a técnica em humanos. Eles acompanham o trabalho das células nervosas em tempo real e projetam até imagens do fenômeno em 3D.

Uma outra equipe de cientistas quer saber se os macacos têm a capacidade de se colocar no lugar do outro, entender as intenções e prever ações nossas. No Futurando você vê um experimento que responde a essas dúvidas.
 




Criado em 03/03/2017 - 15:48 e atualizado em 03/03/2017 - 15:48

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí