Programa Especial

Próximo episódio

  • PediaSuit e reptilterapia em pauta no Programa Especial

    A terapia com répteis usa animais inusitados, como jacarés, serpentes, lagartos para auxiliar tanto no desenvolvimento motor e cognitivo como também no da fala.

    Criança usa o PediaSuit em sessão de terapia ocupacional.
    Reptilterapia.A fonoaudióloga Andrea Ribeiro atende crianças com síndrome de Down, paralisia cerebral, espectro de autismo, transtorno de deficit de atenção e hiperatividade e qualquer distúrbio de linguagem oral ou escrita. Andrea utiliza os répteis – e a reptilterapia – para trabalhar a parte de alfabetização. “Pegamos, geralmente, a cobra e mostramos a sequência: início, meio e fim. O início é a cabeça, o meio, o corpo, e o final é o rabo. As crianças adoram olhar. A gente começa a escrever as palavrinhas em cima e a apresentar conceitos matemáticos”, explica.

    Usado por fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais para ajudar pessoas com deficiência, o PediaSuit é uma órtese para pacientes com atrasos motor e físico. De acordo com Leonardo Oliveira, desenvolvedor do produto, o PediaSuit nasceu da necessidade de seu filho, que ainda não caminhava aos dois anos de idade. Ele se baseou também em pesquisas dos cosmonautas russos, nos anos 70, que buscavam um macacão com elásticos para simular a gravidade.
    O PediaSuit é composto por um capacete, por uma veste na parte superior do tronco e do peito, shorts e joelheiras, e um sapato adaptado para poder conectá-lo aos joelhos. Todas as partes são interligadas por ganchos e tracionadores elásticos, de acordo com a formação das cadeias musculares. “O grande segredo do PediaSuit é que ele não só dá postura, mas motiva o próximo movimento”, explica Oliveira.

    Apresentação: Juliana Oliveira
    Direção: Angela Reiniger
    Reportagem: Fernanda Honorato e Zé Luis Pacheco
    Produção: Ricardo Petracca

     

Episódios anteriores

Páginas