Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Temer sanciona tabela de frete sem anistiar grevistas

A definição dos valores para diferentes fretes ainda depende da ANTT

Repórter Brasil

No AR em 10/08/2018 - 09:30

A MP do Frete virou lei, mas o presidente da República, Michel Temer, retirou do texto a parte que garantia anistia às multas e penalidades aplicadas aos caminhoneiros que participaram da greve. Como justificativa, o Planalto afirmou que deixar esse trecho na lei levaria à renúncia de receitas para o poder público e, também, que as punições foram resultado de decisão judicial.

A MP do frete cria uma tabela com preços mínimos para o transporte de carga. A definição e divulgação do valor dos diferentes tipos de frete ficou a cargo da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) considerando os gastos com o diesel e os pedágios.

No dia 20 de agosto, está marcada uma audiência de representantes das transportadoras multadas durante a greve, com o ministro Alexandre de Moraes. Eles questionam algumas dessas multas, que somam mais de R$700 milhões.

Ultimas

O que vem por aí