Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Atletas da paracanoagem destacam benefícios da modalidade

Atração explica a dinâmica do esporte e seus benefícios à saúde

A décima primeira edição inédita da temporada do Programa Especial é dedicada à paracanoagem neste sábado (30), às 9h30, na TV Brasil. Disponível no aplicativo EBC Play, a produção traz reportagens temáticas e resgata entrevistas com atletas como Norberto Mourão e Fernando Fernandes.

A matéria que abre a atração vai até o Rio Va'a Clube, o primeiro clube de canoa polinésia do Brasil e que, em 2010, lançou o projeto de paracanoagem no país. Nicolas Burlon, presidente da instituição, fala sobre a história da modalidade, destaca as características e comenta sobre as categorias.

"A organização da paracanoagem é bem simples. São três categorias por tipo de embarcação. No caiaque, KL1, KL2 e KL3. No va'a, VL1, VL2 e VL3. VL1 é a categoria onde a pessoa apenas tem o uso dos braços. VL2 tem uso dos braços, tronco, abdômen e abdominais. VL3 tem o uso da perna ou das duas pernas".

O convidado aprofunda a análise sobre cada categoria. "Em geral, em VL3, vai ter muitos atletas amputados de uma perna. VL2, são atletas paraplégicos. E 1, na verdade, é uma paraplegia com uma lesão alta na espinha, que faz com que a pessoa praticamente não consiga manter o corpo reto", define.

O paratleta Willian Christ, por sua vez, conta que passou a praticar o esporte depois de se tornar paraplégico, após sofrer um acidente. Ele revela à equipe do Programa Especial de que como a modalidade mudou a sua vida.

"A paracanoagem me ajuda em quase todos os sentidos da minha recuperação. Como acessibilidade, eu fiquei muito mais independente e confiante em mim mesmo. Também fisicamente, que tem um preparo muito grande para a gente estar remando, competindo e investindo nas atividades do dia-a-dia", diz.

Willian Christ completa o raciocínio. "Depois que conheci a paracanoagem, melhorei muito minha independência. Tive muito mais facilidade para executar as atividades de rotina, vontade de praticar esporte e sair na rua para encarar os meus desafios. Ganhei muito mais autonomia", defende.

Já Alessandra Lincoln, treinadora do clube e de Willian, ressalta qual o objetivo do projeto da Rio Va'a Clube. "A finalidade é introduzir as pessoas que têm deficiência física, principalmente dos membros inferiores, a praticar um esporte e, às vezes, competir. A nossa ideia sempre é introduzir essas pessoas na sociedade praticando um esporte saudável, melhorar a saúde com atividade física".

Essa edição do Programa Especial também relembra matérias antigas já veiculadas em outras temporadas da atração sobre paracanoagem. Fernanda Honorato entrevista o paratleta português Norberto Mourão enquanto José Luiz Pacheco bate um papo com o ex-modelo Fernando Fernandes.

Primeira repórter com Síndrome de Down do país, Fernanda Honorato fala com o paratleta português Norberto Mourão, que não tem as duas pernas. Ele destaca os benefícios do esporte para a sociedade. "Eu acho que nós devemos olhar para o desporto como algo que pode nos fazer bem à saúde, algo que nos permite contactar com muitas pessoas. É um sair de casa. Acaba por ser muito importante na vida toda".

A produção da TV Brasil também resgata a reportagem de José Luiz Pacheco com o paratleta e ex-modelo Fernando Fernandes. Competidor paralímpico, ele fala sobre as conquistas pessoais importantes em sua trajetória desde o grave acidente de carro, em 2009, que o deixou paraplégico. Comenta ainda o potencial de transformação que o esporte oferece para as pessoas.

Respeito às diferenças

Com a proposta de abordar as deficiências com naturalidade e revelar o horizonte de atividades que essas pessoas desempenham em sua rotina, a atração leva ao público informação com entretenimento.

Pioneiro, o Programa Especial demonstra na prática a capacidade das pessoas com deficiência. A proposta é reforçar com elas podem ser atuantes na sociedade. A produção é voltada para todo cidadão que acredita ser possível, e necessário, incentivar esse respeito às diferenças.

Na telinha da emissora pública desde março de 2004, o Programa Especial aborda assuntos como mercado de trabalho, lazer, novos tratamentos, esporte, saúde, entre outros temas que são tratados de forma inclusiva com linguagem descontraída.

A equipe do Programa Especial acredita que a informação é a melhor forma de se combater o preconceito. Toda vez que mostra casos bem-sucedidos da participação de pessoas com deficiência na sociedade, um número maior de espectadores percebe que é plenamente possível vivermos em um mundo inclusivo.

Acessibilidade para todos os públicos

Para ser 100% acessível ao telespectador o Programa Especial conta com recursos como janela de LIBRAS, a Língua Brasileira de Sinais; legenda em português e audiodescrição.

A janela de LIBRAS atende às pessoas com deficiência auditiva que não leem português. Já quem tem deficiência auditiva, mas não falam LIBRAS pode acompanhar pelas legendas em português.

Já na audiodescrição, as imagens que aparecem na telinha da emissora pública são descritas por um locutor para que as pessoas com deficiência visual saibam o que está sendo mostrado.

De acordo com a diretora da atração, Ângela Patricia Reiniger, o Programa Especial tem edições temáticas sendo que a partir de cada assunto a produção busca balancear pautas de serviço, com perfis de personagens e iniciativas inovadoras.

"Acredito que o Programa Especial representa um papel de grande importância na sociedade, ao mostrar que é possível abordar a questão da deficiência de forma natural", avalia.

Para Ângela, é importante buscar contribuir para melhorar a qualidade de vida das pessoas. "Algo que me alegra muito é quando os espectadores nos escrevem dizendo o quanto se sentem representados na telinha e o quanto prezam a abordagem feita".

"No Programa Especial, a questão da deficiência é tratada, mas a pessoa está em primeiro lugar. Não podemos esquecer que ali estão pessoas que têm, entre outras características, uma deficiência", completa a diretora.

O público pode conferir os episódios anteriores no site http://tvbrasil.ebc.com.br/programaespecial. As edições também estão YouTube da TV Brasil, em https://www.youtube.com/tvbrasil e ainda podem ser acompanhadas por meio do aplicativo EBC Play, disponível nas versões Android e iOS, e através do site http://play.ebc.com.br.

Serviço
Programa Especial – sábado, dia 30/5, às 9h30, na TV Brasil
Programa Especial – aplicativo EBC Play, disponível para Android, iOS e no site http://play.ebc.com.br
Programa Especial – site da TV Brasil, em http://tvbrasil.ebc.com.br/programaespecial  
Programa Especial – YouTube da TV Brasil, em https://www.youtube.com/tvbrasil

Gerência de Comunicação
Empresa Brasil de Comunicação - EBC
Contato:(21) 2117-6218 / (21) 2117-6653
imprensa@ebc.com.br

Criado em 29/05/2020 - 13:15 e atualizado em 29/05/2020 - 13:15

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí