Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Dudu Nobre celebra o Carnaval na TV Brasil

Músico canta sambas-enredo que fizeram história na Sapucaí

Segue o Som

No AR em 10/02/2013 - 04:00

Sambista Dudu Nobre toca, canta e faz a folia neste Segue o SomNo sábado de Carnaval, o Segue o Som faz uma homenagem aos compositores e intérpretes de sambas-enredo. De Silas de Oliveira a Martinho da Vila, o programa relembra os clássicos do gênero e revisita grandes interpretações.

Para falar sobre a história do samba na avenida, Maurício Pacheco bate um papo com o cantor e compositor Dudu Nobre. Além de comentar as tradições rítmicas de cada escola, o músico revela a paixão pela agremiação tijucana Acadêmicos do Salgueiro, e destaca as modificações sofridas pelos enredos ao longo dos anos. Dudu Nobre também revela como conheceu o compositor Almir Guineto e discorre sobre a devoção a São Jorge, o Santo Guerreiro.

Nascido no subúrbio de Madureira, o compositor Silas de Oliveira ganha destaque logo no primeiro bloco. É dele um dos sambas mais conhecidos e cantados nos últimos anos. Silas compôs em 1967 o samba-enredo "Aquarela Brasileira" dando a escola Império Serrano o quarto lugar no desfile no carnaval daquele ano. Para celebrar esse grande sucesso do sambista, que morreu em 1972 durante uma roda de samba, o público vai poder apreciar os versos "vejam essa maravilha de cenário / é um episódio relicário..."

Tema da escola de samba Unidos da Ponte, em 1994 com o enredo "Marrom da Cor do Samba", a cantora Alcione aparece em um de seus maiores sucessos "Não Deixe o Samba Morrer". Com quase 40 anos de carreira, Alcione Dias Nazareth gravou esse hino composto por Edson e Aloísio em 1975 e, segundo pesquisas, a canção teria permanecido por 22 semanas no primeiro lugar das paradas de sucessos das rádios brasileiras.

Filha do compositor Martinho da Vila, a cantora Mart'nália, que começou na profissão aos 16 anos como backing vocal em shows e discos do pai, hoje tem no currículo sete discos lançados e dois DVD s. A belíssima "Pé do meu Samba", presente de Caetano Veloso à artista, é destaque nessa edição.

O Segue o Som também homenageia o talento de Zeca Pagodinho que antes de sobreviver da música foi feirante, camelô e até anotador de jogo de bicho. Nascido no Irajá e criado em Del Castilho, subúrbio do Rio de Janeiro, Zeca teve o primeiro sucesso, "Camarão que Dorme a Onda Leva", gravado pela cantora Beth Carvalho. Para homenagear Zeca Pagodinho, o Segue o Som apresenta dois grandes sucessos imortalizados pelo cantor, "Posso até me Apaixonar" e "Ogum". Nessa última canção, Zeca aparece ao lado de Jorge Ben Jor.

Admirador da obra de Bezerra da Silva, o rapper Marcelo D2 chegou a lançar um disco em homenagem ao sambista. Bezerra e o ex-Planet Hemp conviveram por sete anos e viajaram em turnê, realizando um total de 12 shows. Para essa homenagem, o programa exibe "Partideiro sem Nó na Garganta".

O Segue o Som se despede ao som de Dudu Nobre e Roberta Sá em "Quem é ela?".




MAURICIO PACHECO E MARIANO MAROVATTO - APRESENTADOR CAROLINA DA CUNHA - PRODUTOR CRISTINA CARVALHO E FERNANDO NICOLETTI - DIRETOR

Criado em 29/01/2013 - 14:58 e atualizado em 08/02/2013 - 20:24

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí