Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Pesquisador da história do choro explica porque o gênero perdeu espaço na mídia

A televisão brasileira já deu algum espaço ao choro no passado, com a apresentação de programas e festivais dedicados à música. Mas, segundo o professor José Amaral, o gênero musical vem perdendo espaço na mídia há muitos anos, inclusive nas rádios, onde costumava haver programas exclusivamente dedicados a ele.

O pesquisador da história do choro explica que a indústria fonográfica valoriza mais a música cantada, pois acredita que esta é mais fácil de ser vendida e consumida. Assim, a música instrumental passou a ser vista apenas como um acompanhamento para a voz.

Gêneros como o choro perderam espaço na mídia, mas mesmo assim continuam sendo executados em bares e saraus. Segundo Amaral, a resistência do chorinho se deve a uma característica marcante deste estilo: a capacidade de agregar pessoas. O professor lembra que em uma roda de choro sempre “cabe mais um” músico.

Assista também ao episódio Chorinho na TV
 




Criado em 03/08/2016 - 11:57 e atualizado em 03/08/2016 - 14:12

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí