Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Como garantir comida para todos no futuro?

Futurando

No AR em 30/08/2015 - 19:30

Cientistas acreditam que a carne será produzida em laboratórios nas próximas décadas

O Futurando deste domingo (30/8) alerta sobre o perigo da falta de alimentos no mundo. Mais de 800 milhões de pessoas passam fome no planeta. Em contrapartida, 1,3 bilhão de toneladas de comida são desperdiçadas todo ano. Essa quantidade é quatro vezes maior do que a necessária para acabar com a fome no globo. Pesquisadores tentam desenvolver tecnologias que pode ajudar a alimentar o planeta de forma sustentável. O Futurando dessa semana reúne algumas dessas ideias.


Saiba como se pode desenvolver carne em laboratório. O método consiste em cultivar células bovinas e a partir daí reproduzi-las. Um processo no qual nenhum animal precisaria morrer. Além disso, essa técnica diminui as emissões de carbono. Desta forma, é possível ter mais carne usando menos recursos naturais. O cientista responsável pelo projeto acha que em 30 ou 40 anos todo mundo irá comer carne produzida artificialmente.


Veja como funciona a impressora 3D de alimentos. Muitos conhecem essas máquinas na produção de objetos, mas agora ela está sendo aplicada na gastronomia. Até mel é usado para a impressão de flores.


A Expo de Milão apresenta o supermercado do futuro. Uma empresa italiana testa uma técnica inovadora para facilitar a vida do consumidor. Um dos elementos centrais do estabelecimento é um painel digital de informações. Quando um cliente aponta para um produto, ele automaticamente é informado sobre valores nutricionais, substâncias que podem causar alergias e a origem de cada alimento.


Conheça a criação orgânica de camarões no Vietnã. Ao optar por essa forma sustentável de cultivo, o agricultor ganha um certificado que garante um preço 10% mais alto que o de mercado. Dessa forma é estimulada a proteção dos manguezais.


Povoado no Senegal tenta recuperar solo salinizado. Onde antes poderiam crescer arroz e outros cereais, não dá mais quase nada. A água salgada do mar contaminou o lençol freático. Dez por cento das terras cultiváveis desta região estão inutilizadas. Moradores estão construindo pequenos diques para prevenir que o sal continue danificando o solo.
O Futurando mostra também soluções para a agricultura no deserto. Pesquisadores testam métodos para cultivar plantas com o mínimo de água possível.




Criado em 27/08/2015 - 16:45 e atualizado em 27/08/2015 - 16:45

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí