Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

João Máximo lembra detalhes da Copa de 50

Apaixonado por futebol, ele queria vencer a seleção argentina

No Mundo da Bola

No AR em 08/09/2019 - 21:00

A Copa de 50 é o assunto desse terceiro episódio da entrevista concedida pelo jornalista João Máximo ao repórter Sergio du Bocage. Foi a primeira Copa depois da Segunda Grande Guerra, mas ele lembra que o assunto passava longe disso - durante a construção do estádio, só se falava da força do operário brasileiro, que em dois anos conseguiu levantar o Maracanã para o Mundial. João Máximo lembra da campanha feita pelo Jornal dos Sports, liderada pelo jornalista Mário Filho, nome oficial do Maracanã. Fala da questão política, de quem defendia a construção de escolas e hospitais em detrimento ao estádio. Mas recorda que, para ele, apaixonado por futebol, o mais interessante seria receber os argentinos, que haviam vencido os brasileiros nos últimos três Sul-Americanos. O sorteio das chaves da Copa, que teve apenas 13 em vez de 16 seleções. Os motivos que levaram os argentinos a nem virem para o Mundial. E finaliza com uma história curiosa sobre o compositor Braguinha. 

JM interna 3
João Máximo lembra a qualidade do futebol brasileiro, favorito à conquista da Copa de 50

Criado em 08/09/2019 - 22:30 e atualizado em 08/09/2019 - 22:35 Por Sergio du Bocage

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí