Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Ernesto Nazareth

Os 150 anos de nascimento do compositor

De Lá Pra Cá

No AR em 14/03/2013 - 23:00

Ancelmo Gois e Vera Barroso apresentam o "De Lá Pra Cá"O De Pá Pra Cá desta semana lembra os 150 anos de nascimento do compositor Ernesto Nazareth. Para falar sobre sua vida e obra, o programa apresentado por Ancelmo Gois e Vera Barroso recebe o produtor cultural Haroldo Costa, o músico e historiador Cacá Machado, a pianista Maria Teresa Madeira e o pesquisador do MIS, Luis Antonio de Almeida.

Considerado um dos maiores compositores brasileiros do final do século XIX e início do XX ao lado de Chiquinha Gonzaga, Ernesto Nazareth foi fundamental para acabar com os preconceitos em relação à música popular do país. O músico contribuiu para que as composições genuinamente brasileiras deixassem de ser marginalizadas e passassem a ser admiradas nos grandes salões.

Apesar dos elementos populares, Ernesto Nazareth fez uma música sofisticada, com arranjos complexos, mais propícia a ser ouvida do que dançada. Ele tinha as mãos grandes, como as do pianista e compositor russo Rachmaninoff, o que lhe possibilitava compor e tocar acordes difíceis de serem executados.

Exigente, Nazareth parava de tocar quando as pessoas não prestavam atenção e reclamava quando suas peças eram mal interpretadas. O compositor costumava dizer que não tinha prazer maior na vida do que ser ouvido com reverência, ou então, perceber o desconcerto de algum pianista ao não conseguir ultrapassar alguma dificuldade de suas partituras.




Criado em 05/03/2013 - 15:32 e atualizado em 11/04/2013 - 17:48

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí