Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

O centenário de nascimento de Jamelão

Intérprete da Mangueira por mais de cinco décadas, cantor faria 100

De Lá Pra Cá

No AR em 09/05/2013 - 23:00

Jamelão na reinauguração do auditório da Rádio Nacional (foto de Ana Nascimento/ABRNeste De lá pra cá, Ancelmo Gois e Vera Barroso relembram uma das personagens mais marcantes do samba carioca: José Bispo Clementino dos Santos,  o famoso Jamelão, um dos maiores cantores de samba de todos os tempos. E conversam com bambas como o jornalista Sérgio Cabral, o sambista Monarco, a cantora Teresa Cristina e o coreógrafo Carlinhos de Jesus.

Durante 50 anos, Jamelão foi o intérprete dos sambas enredos apresentados pela Estação Primeira de Mangueira nos carnavais cariocas. Vários aspectos fizeram de Jamelão uma personalidade única na música brasileira: o timbre inconfundível e marcante de sua voz e a maneira como interpretava tanto o samba enredo, quanto o samba de roda ou o jongo.

Ancelmo Gois entrevista o jornalista Sérgio CabralJamelão também foi compositor e criou sambas muito populares, como "Quem samba fica" e "Tião motorista" e, em 1968, passou a integrar a ala da velha guarda dos compositores da Mangueira. Por tudo de bom que fez na MPB, Jamelão detestava ser chamado de puxador de samba enredo. Gostava de se apresentar, com justa razão, como intérprete.

Para lembrar o centenário de nascimento desse apaixonado Mangueirense, Jamelão no De lá pra cá.




Criado em 29/04/2013 - 17:09 e atualizado em 14/05/2013 - 12:02

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí