Menu programa

Café Filosófico

Próximo episódio

  • Maquiavel e a Arte de Enganar-se

    Historiador José Alves de Freitas analisa a obra de Maquiavel e suas aplicações no mundo atual

    Neste Café Filosófico o historiador José Alves de Freitas fala sobre a obra de Maquiavel, suas ideias e as aplicações no mundo atual. Em "O Príncipe", seu livro mais famoso, Maquiavel propõe um governo soberano e elabora uma das mais importantes teorias políticas, além de abordar os vícios e virtudes humanas. Explica que a política é a disputa pela glória, como os soberanos devem se comportar no poder e quais seriam as regras políticas a se seguir.

    Já na peça "A Mandrágora", Maquiavel trata da arte de envolver, manipular e conquistar um objetivo, tendo como pano de fundo uma conquista amorosa. Com isto, ele desenvolve um tratado sobre estratégia, sem falar diretamente de política. Segundo Maquiavel, é fácil falar das virtudes que se deve ter no cotidiano, “difícil é operacionalizá-las nas circunstâncias concretas. Mais do que a força física, é a força da legitimidade de quem exerce o poder o tema de Maquiavel”. Partindo deste ponto, José Alves questiona a origem da legitimidade da prática governamental. Para ele, o autor de "O Príncipe" compreendia as relações humanas como a construção das expectativas de uma parte a outra. “O que não se cumpre é engano.”

     

Episódios anteriores

Páginas