Menu programa

Orgulho nosso de cada dia

Historiador Leandro Karnal analisa como a vaidade é enxergada nas sociedades contemporâneas.


“O orgulho é a fonte de todas as fraquezas, por que é a fonte de todos os vícios.”
Este pensamento, de Santo Agostinho, parece não ser mais levado em consideração, pois a vaidade está cada vez mais em alta na sociedade. O individualismo e o “empreendedorismo” passaram a ser metas, valores, fortemente estimulados. Aquele que já foi visto como o maior e o primeiro dos pecados capitais, por seus atributos maléficos, o orgulho é hoje virtude. Disfarçada e rebatizada de autoestima, a vaidade é agora “amor-próprio”.