Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Constituição teve poucos avanços na questão LGBT

Especialistas sugerem incluir o ponto de vista desses brasileiros

Pouco se avançou na questão LGBT na Constituição Federal de 1988. O texto original não prevê famílias constituídas por lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e intersexuais. Alguns especialistas no assunto inclusive sugerem repensar a Carta Magna de forma que o ponto de vista desses brasileiros seja incluído.

Este episódio traz entrevistas com Michel Platini (presidente do Conselho de Direitos Humanos do Distrito Federal) e Marina Reidel (diretora de Promoção dos Direitos LGBT do Ministério dos Direitos Humanos).

 

Criado em 13/07/2018 - 16:25

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Ultimas

O que vem por aí