Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

“A notícia ruim faz mal para a saúde psicológica”, diz jornalista

Opinião é do fundador do site Só Notícia Boa, Rinaldo de Oliveira

Impressões

No AR em 05/11/2019 - 23:00

Cansado de noticiar violência, mortes, corrupção e catástrofes e depois de passar por uma doença que atingiu em cheio o seu estômago, o jornalista Rinaldo de Oliveira resolveu dar um basta nas bad news e resolveu apostar num jornalismo que valorizasse as Good News.  Há oito anos, ao lado da esposa também jornalista, ele criou portal de notícias para valorizar ações positivas. “Brincam comigo dizendo que eu sou o jornalista que trocou a notícia ruim pela notícia boa. Eu adoro essa máxima”, revela com bom humor.

Jornalista Rinaldo de Oliveira resolveu dar um basta nas notícias negativas
Jornalista Rinaldo de Oliveira resolveu dar um basta nas notícias negativas - Divulgação/TV Brasil

O portal no qual ele é editor e fundador, o "Só Notícia Boa", já ganhou o mundo. Com dois milhões de acessos por mês, é lido em 120 países. Além do Brasil, que tem 90% das visualizações, Portugal, Estados Unidos, Reino Unido, França, Itália e Japão também revelam o gosto pelas notícias boas. “A gente tem que levar esperança para as pessoas através da informação, do jornalismo”, diz com entusiasmo. E completa: “O que a gente faz é levar informação positiva para inspirar, para melhorar, para fazer com que as pessoas comecem bem o dia”.

Com 30 anos de profissão investidos no jornalismo de rádio e TV, Rinaldo abandonou a bancada do jornal local da TV Band, em Brasília. “Quando você apresenta um telejornal durante meia hora, você olha para a uma câmera e fala: assassinato. Olha para a outra câmera e diz: morreu. Era meia hora falando de coisa ruim. Aí eu tive um problema de estômago. Fui parar no médico. E o médico me disse que o meu problema não era físico, eu estava somatizando”, revela o jornalista. “Era o trabalho. A notícia ruim me fazia mal”, conclui citando uma pesquisa norte americana que mostra que a notícia ruim faz mal para a saúde psicológica. 

Para Rinaldo, tipos de cobertura que envolvem grandes tragédias, podem impactar na esperança das pessoas.
Para Rinaldo, tipos de cobertura que envolvem grandes tragédias, podem impactar na esperança das pessoas. - Divulgação/TV Brasil

Com a proposta de trilhar um caminho oposto ao das pautas amargas e contribuir para a formação de pessoas melhores, gentis, solidárias e altruístas, os bons resultados vem surgindo. Só no Instagram, o portal ganha seguidores dia a dia.  “De tantas coisas ruins que as pessoas veem, elas ficam achando que é o fim do mundo, que ninguém presta mais, que ninguém mais é bom, que ninguém mais ajuda. E não. A gente mostra exatamente o contrário, que tem muita gente boa e muita coisa legal acontecendo nesse mundo que não aparece na grande mídia", informa. 
 

Criado em 01/11/2019 - 13:45

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí