Ciência e Tecnologia a serviço da inclusão

Programa Especial de que modo a ciência tem facilitado a vida de pessoas com deficiência.

A consultora Virgínia Menezes mostra como faz para lidar com dinheiro.Repórter Zé Luiz Pacheco no Núcleo de Tecnologia Asistiva da UFRJ.No Rio de Janeiro, a repórter Fernanda Honorato visita a Casa da Ciência. O local tem acessibilidade para pessoas com deficiência e recebe várias exposições ao longo do ano. A coordenadora de acessibilidade da casa, Stella Savelli, cita os recursos oferecidos pela Casa da Ciência.

O repórter Zé Luiz Pacheco conversa com o pesquisador em acessibilidade Antonio Borges, responsável pelo Núcleo de Tecnologia Assistiva da UFRJ. Antonio mostra programas de computador que dão acessibilidade a pessoas com deficiência visual e com mobilidade reduzida. Entre os vários programas, ele destaca o DOSVOX. “Ele é dedicado às pessoas que não precisam conhecer nada sobre informática, nada disso. Temos alunos desde criancinhas de três, quatro anos, até senhores de 95 anos, todos usando DOSVOX com igual facilidade.”, resume.

No quadro Do Meu Jeito, a consultora em audiodescrição Virgínia Menezes, que é cega, mostra como faz para lidar com dinheiro. E ainda: uma dica do livro A Representação Social da Pessoa com Deficiência na Contemporaneidade, do jornalista Luciano Alves, tetraplégico.

 

Apresentação: Juliana Oliveira
Direção: Angela Reiniger
Reportagem: Fernanda Honorato e Zé Luis Pacheco
Produção: Ricardo Petracca