Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Há que se falar em literatura feminina?

Escritoras avaliam se o conceito é pejorativo ou tem efeito afirmativo

Trilha de Letras

No AR em 24/08/2017 - 21:30

Por muito tempo as mulheres tiveram que usar o nome dos seus maridos; por séculos elas não tiveram acesso à leitura e apenas na década de 1920, no Brasil, conquistaram o direito ao voto. 

Hoje muitas deixam sua marca na literatura. Mas ainda se ouve o termo “literatura feminina”. O conceito é pejorativo ou tem efeito de afirmação da força das mulheres? Esse é o tema do Trilha de Letras, que entrevista as escritoras Tatiana Salem Levy, Nélida Piñon e Myriam Campello.

Raphael Montes entrevista a escritora Tatiana Salem Levy
Raphael Montes entrevista a escritora Tatiana Salem Levy - Divulgação

 

 

Ultimas

O que vem por aí