Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

As performances de As Frenéticas e Chicas

Carreiras separadas por um intervalo de vinte anos

Musicograma

No AR em 30/07/2012 - 03:30

As Frenéticas

As carreiras dos grupos As Frenéticas e Chicas estão separadas por um intervalo de 20 anos. O primeiro grupo nasceu em 1976, criação do jornalista, produtor e compositor Nelson Motta, como estratégia para promoção da discoteca Frenetic Dancing Days, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

As Frenéticas poderiam ser apenas mais uma entre as tantas febres do verão carioca, mas o contexto da época transformou o sexteto num dos maiores fenômenos de irreverência e sucesso do show business nacional.

Com seu jeito abusado elas foram uma espécie de desopilantes de tensões naquele 1976 sombrio, em que apesar da repressão política, a arte reagiu à altura. Aquele ano tem na sua lista de tragédias os atentados a bombas contra a ABI e a OAB e à morte da estilista Zuzu Angel, que dedicou os últimos anos da vida à procura do corpo do filho Stuart Edgar Angel Jones, torturado e “desaparecido” pelos militares. O ano registra também a morte do ex-presidente Juscelino Kubitschek. A arte, em contrapartida, cutucou os valores e a falsa moral através do cinema e da música, onde o toque da irreverência e da criativa rebeldia foi dado por As Frenéticas.

Chicas

As Chicas, herdeiras naturais de As Frenéticas, nasceram em tempos mais amenos. Vieram ao mundo em 1996, reunidas pelo amor ao teatro, mas se desfizeram poucos anos depois. Reencontraram-se em 2003 num festival de música e explodiram com um disco independente lançado em 2006. As apresentações teatralizadas das Chicas garantiram a vendagem recorde do CD “Quem vai comprar nosso barulho?”.
 





Clique aqui para saber como sintonizar a programação da TV Brasil.

Criado em 13/07/2012 - 14:47 e atualizado em 26/07/2012 - 14:35

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí