Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Homenagem a Severino Araújo

Maestro fez história com a Orquestra Tabajara

Severino AraújoSeverino Araújo e Orquestra TabajaraQuando entregou a batuta ao irmão Jaime Araújo, em 1995, o maestro Severino Araújo, com 88 anos de idade, anunciava o fim de uma era. A era das grandes orquestras, as big bands que orgulhavam as cidades que as possuíam e honravam os intérpretes que se posicionavam à frente delas.

Quando lembra o maestro Severino Araújo, que morreu em agosto de 2012, aos 95 anos de idade, o Musicograma refaz a trajetória da música orquestral brasileira, de que a Orquestra Tabajara, comandada por Severino Araújo, era a principal referência.

A história começa em 1934, quando o empresário e cônsul holandês Oliver Von Sohsten cria a Orquestra Jazz Tabajara, na cidade de João Pessoa, Paraíba. Contratado como saxofonista, com a morte do maestro Luna Freire, Severino assumiu a direção da orquestra aos 21 anos de idade.

O jovem estava preparado para assumir o cargo, pois o pai era regente da banda local e a mãe organizava saraus em casa. Aos 16 anos Severino já escrevia arranjos para a banda da cidade e tocava clarinete. No final dos anos 1930 a Orquestra Tabajara era a mais popular orquestra de baile do Nordeste.

Em 1945, Severino Araújo veio para o Rio de Janeiro O mundo recuperava a esperança com o fim da Segunda Guerra Mundial e era o auge da popularidade das big bands. O Rio de Janeiro era a capital do país e o centro da produção cultural.

A música da Orquestra Tabajara foi trilha sonora dos romances de várias gerações, no Brasil e no exterior.




Clique aqui para saber como sintonizar a programação da TV Brasil.

Criado em 18/12/2012 - 14:23 e atualizado em 25/02/2013 - 13:47

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí