Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Claudia Matarazzo dá dicas de como não perder amigo em ano eleitoral

Especialista em etiqueta recomenda prudência nos ambientes virtuais

Conversa com Roseann Kennedy

No AR em 30/07/2018 - 21:15

Jornalista e escritora, Claudia Matarazzo é referência quando se trata de etiqueta. Com 18 livros publicados sobre comportamento, moda e boas maneiras, ela ministra cursos on-line e viaja por todo o país dando palestras e ensinando como se portar em ambientes sociais e corporativos.

Em tempos de acirramento político, onde as pessoas perdem amigos por opiniões divergentes, ela fala da importância da etiqueta virtual e dá dicas sobre comportamentos inadequados na internet e nas redes sociais. Em entrevista ao programa Conversa com Roseann Kennedy, Claudia diz que já fez posts com orientações “de como não perder o amigo em ano eleitoral” e faz um alerta àqueles que estão se separando por conta das eleições: “Primeiro, as pessoas têm que parar para pensar se esse candidato que elas estão defendendo ao custo de perder o seu amigo, se ele (o candidato) as defenderiam desse jeito”.

Roseann Kennedy conversa com a jornalista e escritora Claudia Matarazzo
Roseann Kennedy conversa com a jornalista e escritora Claudia Matarazzo - Divulgação/TV Brasil

Claudia defende o equilíbrio no uso das redes e analisa: “Não são todas as mídias que a gente tem que usar, não são todas as redes sociais nem todas as ferramentas que a gente tem que usar”. Para a especialista é preciso prudência nos ambientes virtuais, evitar a exposição excessiva e ter sempre cautela ao escrever ideias muito fortes nessas plataformas. “Você não fala nada numa mídia virtual que você não falaria pessoalmente. Porque as pessoas têm uma tendência a fazer uma catarse, a se sentir valentes, falam, xingam, entram em bate bocas. Eu acho que não é por aí”, aconselha.

A jornalista, que iniciou a carreira na revista Casa Claudia, teve colunas sobre comportamento e moda em revistas como Playboy, Vogue Homem e também apresentou quadros sobre etiqueta em programas de TV na Globo, Cultura, Gazeta e Rede Sesc Senac. Ela acredita que “o brasileiro é um povo educado e muito acolhedor”. E rebate as opiniões contrárias que afirmam que o brasileiro sempre dá vexame no exterior: “Eu falo isso porque eu visito o Brasil inteiro fazendo palestra. Então eu conheço o Brasil e os brasileiros melhor do que quem fica em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, que são ilhas dentro de um Brasil muito maior. E nesse Brasil maior, esse brasileiro é muito educado”.

Apaixonada por música, Claudia também investe na carreira de cantora e hoje segue estudando piano para aprimorar seu talento. Herdeira de uma das famílias mais tradicionais de São Paulo, ela foi por sete anos chefe de cerimonial do Palácio dos Bandeirantes, experiência que lhe rendeu histórias para um livro no qual revela os micos e as saias justas nos bastidores do poder. Episódios que envolvem ex-presidentes e até o Papa, dos quais ela conta nesta entrevista.

Claudia Matarazzo defende o equilíbrio no uso das redes sociais
Claudia Matarazzo defende o equilíbrio no uso das redes sociais - Divulgação/TV Brasil

E ao ser perguntada se já “desceu do salto” alguma vez na vida, a expert em etiqueta e boas maneiras responde com bom humor: “Muito. Eu faço barraco”. Ela revela que acha até divertido falar o que tem que ser dito bem baixinho, aos sussurros, sem perder a pose. “Quando a gente tem razão, vale o barraco. Uma 'baiana bem rodada', numa saia bonita, no salto”, conclui.

Ultimas

O que vem por aí