Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Festival de Brasília - 50 x Cinema

Confira o especial da TV Brasil neste sábado (23/9)

Especiais TV Brasil

No AR em 23/09/2017 - 22:30

Um dos mais importantes eventos audiovisuais do país, o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro chega em 2017 à sua 50ª edição e homenageia o cineasta Nelson Pereira dos Santos, diretor de longas como "Vidas Secas", "O Amuleto de Ogum" e "Memórias do Cárcere". O festival, criado em 1965 e interrompido entre 1972 e 1974 por pressão da ditadura militar, já premiou com o prestigiado Troféu Candango produções como "Xica da Silva", "A Hora da Estrela" e "Baile Perfumado".

Para celebrar a história do evento e mostrar os acontecimentos que marcam a edição deste ano, a TV Brasil exibe no sábado (23/9), às 22h30, o programa Festival de Brasília - 50 x Cinema. A atração é apresentada pela jornalista Priscila Rangel e traz depoimentos de cineastas, como os irmãos Walter e Vladimir Carvalho, Suzana Amaral, Cacá Diegues e Anna Muylaert.

Nos dias anteriores à exibição do programa, a emissora faz o “esquenta” para o especial com interprogramas que contam um pouco de cada década do festival (confira os vídeos abaixo). 

O impacto do regime militar, o movimento do Cinema Novo, o surgimento e o fim da Embrafilme, a retomada do cinema nacional e o nascimento da Ancine são alguns dos momentos lembrados. Festival de Brasília - 50 x Cinema aborda ainda a efervescência desta edição, mostrando os filmes que concorrem na Mostra Competitiva e as novidades do evento em 2017. 

Assista à série de interprogramas que conta um pouco dos principais momentos do cinema brasileiro e sua relação com a própria história do Festival:

- A Hora e a Vez de Augusto Matraga (1965):

No vídeo abaixo, saiba mais sobre o ambiente em que se deu o surgimento do festival. Nossa equipe conversa com os cineastas Wlademir Carvalho e Walter Carvalho.

- Xica da Silva (1976):

O segundo interprograma fala sobre o período em que o festival foi suspenso e retomado durante o regime militar. E também sobre o surgimento da Embrafilme. Quem explica são os irmãos cineastas Wladimir e Walter Carvalho.

- A Hora da Estrela (1985):

O vídeo destaca a presença das mulheres no Festival de Brasília. A cineasta Suzana Amaral, primeira mulher a dirigir um filme ganhador do Troféu Candango, é a entrevistada.

- Baile Perfumado (1996):

Esse interprograma aborda o momento da retomada do cinema brasileiro e a força do cinema pernambucano na ocasião. O cineasta Lírio Ferreira é quem nos um pouco sobre isso.

- Peões (1999) e Santo Forte (2004):

O cinema documental brasileiro e a importância de Eduardo Coutinho são os temas abordados neste interprograma. Sobre isso falam os cineastas Orlando Senna e Walter Carvalho.

- Branco Sai, Preto Fica (2014):

O cinema digital e a maior democratização na produção de filmes são os temas abordados neste último interprograma especial. O cineasta Adirley Queirós fala sobre as facilidades de produção e as dificuldades na distribuição.

 

Ficha técnica
Reportagem: Priscila Rangel
Edição de texto: Luanda Lima
Roteiro: Priscila Rangel e Mirian Magami
Direção: Linei Lopes
Produção Executiva: Márcio Garapa e Alessandro Oliveira
Imagens: Silvana Neitzke
Imagens Complementares: Isaac An e Robson de Freitas Carvalho
Auxiliar Técnico: Maurício Ernani Aguiar e Hariston Marreiros
Edição de Imagens, Som e Finalização: Oliver Nunes
Videografismo: André Maciel
Identidade Visual: Lia Magalhães

Ultimas

O que vem por aí