Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Pedro Rafael Vilela: ao terceirizar a programação, a emissora descumpre o seu contrato das concessões

 

O jornalista critica o hábito da venda de horário na grade de programação das TVs

Jornalista e ativista dos movimentos de democratização da comunicação Pedro Rafael Vilela é contrário a uma prática muito comum entre as emissoras da TV aberta no Brasil: a venda de espaços da grade de programação a terceiros. “A medida que você vende uma parte da programação de uma emissora para um terceiro explorar, você está lucrando em cima de um bem público”, explica.

Segundo Vilela, é preciso levar em consideração que a concessão de uma emissora leva em consideração uma proposta de programação de uma TV e que a venda de horário viola esse princípio. Para ele, uma mudança como essas na programação precisaria de aprovação do Ministério das Comunicações.




Ultimas

O que vem por aí