Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Encontros do Samba

Chamadas

No AR em 27/02/2013 - 01:00

 

Fazer música é se encontrar com a arte, a criatividade e com muita gente boa. Não à toa, o mundo do samba é feito de grandes parcerias. A inspiração rende belas canções, mas também sela amizades para a vida toda, como comprovam Claudia Telles e Jorge Simas, os convidados desta semana do Samba na Gamboa, que falam sobre amizades e carreiras que nascem dos encontros em shows e gravações.
 
“Quando eu nasci minha mãe dizia que eu ia ser cantora, porque eu chorava em lá menor e não desafinava”, brinca Claudia, filha do violonista Candinho e de Sylvinha Telles, uma das precursoras da bossa nova. “Ela era uma mãe diferente, era muito moderna para a época dela. Então ela me carregava para shows, para ensaios. Mas depois que a minha mãe faleceu, eu fiquei um pouco afastada do meio, mas continuei apaixonada por música e tocando violão. Eu tinha dezesseis anos quando comecei a trabalhar com música. Gravei com o Roberto Ribeiro, Clara Nunes, João Nogueira, Roberto Carlos, Rita Lee, Gilberto Gil.. Eu fiz coro para esse pessoal todo. E aí fui chamada para gravar Fim de tarde, que estourou e eu virei a Claudia Telles”, relembra a cantora.



Criado em 26/02/2013 - 10:42 e atualizado em 26/02/2013 - 10:42

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Ultimas

O que vem por aí