Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

José Padilha defende novo modelo para cinema brasileiro

Diretor da série Tropa de Elite propõe que o produtor independente

José Padilha, diretor do filme Tropa de Elite

O produtor independente José Padilha fez duras críticas ao modelo de distribuição de filmes e propôs uma nova forma de organização do setor.

O diretor dos sucessos Tropa de Elite 1 e 2 afirmou que distribuidores e exibidores recebem entre 90 e 95% da receita de um filme. Segundo Padilha, independentemente da boa recepção de um produto audiovisual, a produção fica com o mesmo valor: "Produtor, no Brasil, não corre o risco de dar certo, só o de dar errado", resume.

O cineasta revelou que é muito comum na produção independente existir um filme que "todo mundo vê e o produtor não ganha dinheiro". E deu como exemplo o Tropa de Elite 1.

José Padilha defende um modelo, o qual implementou em Tropa de Elite 2, em que a produtora fica responsável pela distribuição. Mas, acredita que o filme precisa ser muito bom para conseguir romper as barreiras que as grandes distribuidoras imporiam aos exibidores.

Perguntado sobre a possibilidade de transformar seu filme de maior bilheteria em game, disse que já recusou a proposta pois sua intenção era fazer uma crítica social.

O moderador da palestra, Maurício Mota, revelou que o fenômeno do sucesso série Tropa de Elite é estudado pelos pesquisadores do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts, na sigla em inglês).




Clique aqui para saber como sintonizar a programação da TV Brasil.

Criado em 17/03/2011 - 18:30 e atualizado em 17/03/2011 - 18:30

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí