Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Brasilianas discute impactos da desaceleração da economia chinesa

Mudança de crescimento do gigante asiático será bom ou ruim para o

Brasilianas.org

No AR em 20/10/2015 - 01:00

Nos últimos anos a China, principal comprador das exportações brasileiras, tem reajustado o crescimento do seu Produto Interno Bruto (PIB) para baixo. Estimativas do Conselho de Estado do país asiático para este ano preveem que o desempenho do PIB será de 7%. A título de comparação, o crescimento chinês em 2011 foi 9,3% e em 2013, de 7,7%.


Analistas de mercado estimam, ainda, que o crescimento da China não passará de 4% nos próximos dez anos. Essa mudança de desempenho da economia do gigante asiático reduzirá a demanda por commodities metálicas, prejudicando o Brasil, principal fornecedor de minério da China. Por outro lado, o consumo dos cidadãos chineses continuará em alta, podendo beneficiar o comércio de carnes, frutas e manufaturas brasileiras.

Primeiro-ministro da China, Li Keqiang em sua última visita ao Brasil Crédito: Marcelo Camargo/ Agencia Brasil
Para avaliar o impacto da desaceleração econômica da China sobre as exportações brasileiras nessa edição o Brasilianas.org recebe o especialista em relacionamento político e econômico do Brasil com a China da Universidade de São Paulo, Gilmar Masiero, o especialista em integração econômica das Faculdades Rio Branco, Alexandre Uehara, e o economista da X-Infinity Investment, Jason Vieira . 

 

 




Criado em 23/12/2015 - 14:57 e atualizado em 15/03/2016 - 10:14

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí