Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Um barão que não era barão faz escola e cria um estilo

Ao fundar o A Manha, o Barão cria um estilo irônico de fazer jornal

Resistir é Preciso

No AR em 17/03/2017 - 03:00

Os irmãos Caruso participam da sérieNeste segundo episódio, o Resistir é Preciso destaca dois marcos definitivos do jornalismo alternativo no Brasil e que tiveram grande influência na resistência à ditadura militar: o jornal “A Manha”, de 1926, com um humor debochado, e seu diretor, o Barão de Itararé.

O programa apresenta as circunstâncias históricas que levam ao surgimento do “A Manha”, jornalístico satirico, inteligente, irônico e cheio de graça. Graça que os políticos, em geral, nunca achavam das coisas que o editor-chefe inventava, criava e publicava.

Quem idealizou esse tipo de humor foi o jornalista Aparício Torelli. Ao deixar o  “A Manhã”, veículo no qual trabalhava, ele fundou o seu “A Manha”, que logo no cabeçalho dizia a que vinha: A Manha – um órgão de ataque ... de risos.

Resistir é Preciso também mostrará outra forte característica do Barão: construir frases. A partir destas frases, o programa situa a participação do Barão em praticamente todos os momentos políticos importantes do país, até 1971, data da sua morte.

"O que se leva desta vida é a vida que a gente leva" e " Dizes-me com quem andas e eu te direi se vou contigo" são algumas das frases do Barão que ainda hoje fazem sucesso na boca do povo.




Direção: RIcardo Carvalho
Produção: Pablo Torrecillas e Rodrigo Castellar

Criado em 24/03/2014 - 19:50 e atualizado em 14/03/2017 - 11:46

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí