Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Filmes premiados no Festival do Rio e em Gramado

e Natália Lage recebe a diretora Cris D´Amato

O filme Jennifer e Norival, produzido pela Cavídeo, aborda os acordos e desacordos de um casal. Mas essa relação não tem a menor chance de continuar fora do cinema. Quem assistir ao programa vai entender o porquê.

Cris Damato e Natália Lage.Na sequência, a equipe conversa com o diretor Chico Teixeira sobre o filme Ausência. O longa levou o prêmio especial do júri na Mostra Competitiva de ficção do Festival do Rio de 2014 e os Kikitos de Melhor Filme, Trilha Musical e Direção no Festival de Gramado 2015. Embora seja um filme realista, os temas infância interrompida e descoberta da sexualidade não são tratados de modo explícito.

documentário Reikwaapa
Cena do documentário Reikwaapa registra costumes do povo Guarani - Divulgação

No estúdio, Natália Lage recebe Cris D´Amato, que já estreou como diretora recebendo prêmios no Festival de Cinema Brasileiro de Los Angeles, pelo filme Sem Controle. Ela tem dois filmes que estreiam este ano: Linda de Morrer, com Glória Pires e Antônia Moraes, e SOS Mulheres ao Mar 2.

O longa A Despedida, de Marcelo Galvão, segue o ritmo de seu protagonista, um senhor de 92 anos, vivido pelo ator Nelson Xavier. O filme propõe a seguinte questão: existe maneira melhor para se despedir da vida do que com uma noite de amor? Aplaudido de pé pela critica e público do Festival de Gramado, A Despedida levou os Kikitos de melhor direção, fotografia, ator e atriz.

Cris Damato e Natália Lage
Cris Damato e Natália Lage - Divulgação

A diretora Mariana Youssef comenta o curta B-Flat, rodado em Nova York e na Índia. O filme retrata o país muçulmano por um ponto de vista bem diferente do estereótipo e mostra que é possível sentir solidão mesmo em países populosos.

No quadro Filme Favorito, Wladimir Carvalho destaca a importância do documentário Aruanda para a cinematografia brasileira.

O público confere ainda uma matéria sobre o documentário Reikwaapa, curta indigenista realizado em 2013, parceria entre um cineasta branco e uma liderança do povo guarani.

No final do programa, o público confere um micrometragem finalista do Festival Celucine.

 

Ultimas

O que vem por aí