Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Regresso ao campo

O documentário retrata a vida dos neo-rurais portugueses

Nossa Língua

No AR em 25/04/2017 - 06:15

Pessoas navegam em botes por rio com vegetação à margem
Desde a década de 1940 que as migrações eram em direção às cidades. Foi este êxodo que transformou Portugal num país com um interior cada vez mais desertificado e a população concentrada no Litoral e na Grande Lisboa. 

Mas o mundo rural mudou muito nos últimos trinta anos. Hoje os tratores substituíram o trabalho braçal, também há supermercados, autoestradas, subsídios comunitários, Internet. Iniciou-se então outro processo de migração interna. Os geógrafos já distinguem diferentes grupos de “neo-rurais”: os que partem por motivação ecológica, os que regressam à terra natal, aqueles que se dedicam a trabalhar remotamente, e até os desempregados por causa da crise... “Valorizam o seu próprio tempo e modos de vida mais solidários” – explica a geógrafa Teresa Alves, uma das entrevistadas – “e vão à procura de atividades em equilíbrio com a natureza.”

Por que se decide ir viver no campo? Esta é a questão central do documentário Regresso ao Campo.




País: Portugal
Duração: 51’:31’’
Ano 2009
Direção: Paulo Silva Costa
Produção: João Barrigana - RTP

Ultimas

O que vem por aí

Samba na Gamboa - Nando Cunha e Alan Rocha

Samba na Gamboa | ter, 22h15*

O samba em espetáculos musicais

Caminhos da Reportagem mostra os efeitos que o álcool causa no corpo

Caminhos da Reportagem | qui, 22h

Alcoolismo: do caos à recuperação