Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Diferentes opiniões destacam as influências africanas na identidade brasileira

Programa é uma homenagem ao Dia da Consciência Negra

Conexão Roberto D’Avila

No AR em 18/11/2013 - 00:00

O jornalista Roberta D´Ávila comanda o ConexãoNeste domingo, o Conexão Roberto D´Avila apresenta um especial em homenagem ao Dia da Consciência Negra, com depoimentos de mestres como Gilberto Freire e Florestan Fernandes, cuja diferença de opiniões evidencia que a formação da identidade brasileira está diretamente ligada à presença dos povos africanos que chegaram escravizados ao Brasil.

“A formação brasileira não dependeu nem do Estado, nem dos reis, nem da Igreja. Dependeu fundamentalmente de uma família patriarcal, na qual o escravo ingressou como membro dessa família, sob uma espécie de filosofia segundo a qual o membro da família, que era o escravo, era um ser humano e não um animal do trabalho”, diz Gilberto Freyre. “Os senhores de escravos, seja no nordeste ou no sul, não tinham um componente humano. Alguns escravos podiam até ser tratados de uma forma melhor, como os escravos dos sobrados. Mas aqueles que trabalhavam no eito eram tratados como animais, ferramentas de trabalho, eram os equivalentes do boi, uma escravidão de gado. Querer que ele tenha um conteúdo humano é uma exorbitância”, comenta Florestan Fernandes.

Ainda neste programa, Carlinhos Brown fala sobre a sua descendência nagô e a influência africana na sua música, enquanto o historiador e escritor Joel Ruffino fala sobre os problemas de segregação social que muitos afrodescendentes ainda vivem no País, a começar pela educação. Martinho da Vila, que, com o passar dos anos, acabou se transformando numa espécie de embaixador da cultura africana no Brasil, e o geógrafo Milton Santos, além dos atores Milton Gonçalves e Lázaro Ramos, também participam deste especial.

 

 




Criado em 12/11/2013 - 13:31 e atualizado em 12/11/2013 - 13:32

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí