Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Na Ilha do Príncipe, soldados e negros preparam-se para o confronto

Luís Bernardo consegue contornar o motim dos negros

Luís Bernardo descobre um serviçal espancado, o motivo do motim
Joanino vê a cabana de Massara e Saturnino destruída e se desespera, desconhecendo o destino dos dois trabalhadores.

Na ilha do Príncipe, os soldados e os negros preparam-se para um confronto.

Em S. Tomé, Jerônimo, Anselmo, Germano Valente e Souza Faro conversam sobre o motim da ilha de Príncipe.


O administrador da fazenda Infante Dom Henrique fala com Luís Bernardo e ambos se desentendem. O administrador quer se vingar dos trabalhadores e o governador quer resolver tudo de forma justa.


Zé Maria discute com Maltez e o acusa de ter incendiado a cabana de Masara e Saturnino. Francisca toma o partido de Maltez, não acreditando que o marido fosse capaz de tal ato. Os dois negros sobreviveram ao fogo.


Luís Bernardo pede para trazerem o serviçal que foi enviado para negociar com os brancos, Gabriel, e fica chocado ao ver o seu estado físico. Está cheio de marcas de espancamento.


Eduarda sente-se culpada por beijar Zé Maria às escondidas e pede que ele não a procure mais.


O conde Valle Flor insinua que Maltez é culpado do incêndio e pede para ele ser cuidadoso, pois não quer que o cônsul inglês perceba algo fora do normal nas fazendas.


Luís Bernardo consegue falar com o serviçal espancado e descobre o motivo do motim. Promete levar os trabalhadores acusados de matar o encarregado e o capataz para um julgamento justo em S. Tomé.



Aristides explode o laboratório mas acha a planta que procurava
Aristides vai ao laboratório buscar uma erva, mas, sem querer, provoca uma explosão. Consegue sobreviver e encontrar a planta, apesar de ter destruído todo o laboratório.


Leonor pede a Zé Maria que se afaste de Eduarda, pois ela esteve comprometida com o seu falecido irmão. Zé Maria se irrita e diz a Leonor que está farto das suas investidas maldosas e que ama Eduarda.


David surpreende todos ao aparecer na fazenda Infante Dom Henrique. Luís Bernardo ordena que regresse a S. Tomé. O governador consegue convencer Gabriel a negociar com os serviçais, na senzala. O administrador fica furioso e troca injúrias com Luís Bernardo.


De volta a S. Tomé, Luís Bernardo encontra com David. O inglês explica que não tem ressentimentos. Luís Bernardo pergunta se ele vai informar os ingleses do que se passou na ilha do Príncipe. David diz que escreverá o que desconfia que se passa: que há, de fato, escravatura em S. Tomé e Príncipe. Luís Bernardo ainda pergunta o que é que o inglês sentiria se Ann o deixasse. David responde que a procuraria até o fim do mundo.




Criado em 15/11/2011 - 05:00 e atualizado em 15/11/2011 - 05:00

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí