Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Luís Bernardo confessa sua paixão por Ann

Saturnino e Joanino fogem da fazenda de Maltez

 


Saturnino e Joanino fogem da fazenda

Luís Bernardo escreve a João confessando que está apaixonado por Ann, mas sente-se culpado por estar traindo David. Por coincidência, o cônsul britânico vai ao palácio convidá-lo para jantar, afirmando ter um assunto pessoal para falar com o governador.


Saturnino e Joanino fogem. Maltez pergunta a Masara se sabe onde eles estão. Ela nega e ele a empurra com violência.


Zé Maria e Maria Augusta ficam felizes por se verem. Aristides vê Maria Augusta e corre para avisar Thomas, incentivando-o a ter coragem para ir falar com a viúva. Thomas vê Maria Augusta e Zé Maria conversando alegremente e fica desanimado.


Maria Luísa se queixa de dores na perna e Pombalina sugere que vá a Barrabás. Adélia ouve a conversa e pergunta a Pombalina onde pode encontrar o curandeiro.


A fuga dos negros causa reboliço, pois surgem acusações de que eram maltratados na fazenda.


Maltez persegue os negros ajudado por Alípio e mais dois capangas. Masara acende uma vela e reza pelo amante.


Luís Bernardo chega ao palácio do cônsul. Ann incentiva Luís Bernardo a fazer amor com ela enquanto David está se arrumando. Quando David desce, o casal já está novamente vestido.


Thomas está na cervejaria e observa o mapa e o diário do Visconde de Malanza. Aristides entra de repente e, com o susto, Thomas deixa cair o mapa e não se dá conta. Ele sai e pede a Aristides que feche as janelas e a porta da cervejaria. Enquanto arruma o estabelecimento, Aristides vê o mapa e o apanha.


Aristides vai atrás de Thomas, que fica furioso com o empregado. Aristides se defende, dizendo que queria só ajudar e devolver o mapa. Mas Thomas o demite da cervejaria e, furioso, o manda embora.


David diz a Luís Bernardo que se a conclusão da sua avaliação for a de que existe trabalho escravo em S. Tomé, avisa Luís Bernardo com antecedência para que ele se possa demitir.


Adélia pergunta a Sansão onde pode encontrar Barrabás.


Jerônimo, Souza Faro e Anselmo comentam a proximidade de Luís Bernardo e o cônsul inglês e a gravidade da fuga dos dois negros, que ainda não foram encontrados.


Germano Valente coloca os soldados à procura de Saturnino e Joanino


Na sua demanda pelo curandeiro, Adélia encontra com Saturnino e Joanino, que fogem, assustados por terem sido descobertos. Pouco depois, Maltez cruza com ela e pergunta para onde foram os dois negros.


Luís Bernardo se gaba do ano favorável que teve financeiramente, quando é avisado por Sebastião que dois trabalhadores fugiram de uma das fazendas.


Maltez alcança os fugitivos e tenta atirar neles, mas o Major Benjamim das Neves o impede e prende os negros.


Luís Bernardo exige que os dois fugitivos sejam julgados de forma justa. Tanto Maltez como Germano Valente insistem que eles devem regressar para a fazenda sem julgamento e serem castigados conforme a vontade do fazendeiro. Apesar de tudo, Luís Bernardo consegue convencê-los a julgar os dois prisioneiros.


Barrabás diz que vai colocar um feitiço no marido de Adélia.


O Major e os soldados passam na rua com os prisioneiros acorrentados, o que suscita diferentes reações na população.





Criado em 02/11/2011 - 04:00 e atualizado em 02/11/2011 - 04:00

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí