Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

A importância da mídia tradicional no mercado musical

O que muda nessa relação em tempos digitais?

Por muito tempo o mercado musical manteve uma relação umbilical com a mídia tradicional, com investimentos massivos em divulgação tanto na televisão quanto no rádio. Mas de uns tempos para cá, com a popularização da internet e das plataformas digitais, essa configuração mudou.

Para Fabiana Batistela, diretora da Semana Internacional de Música de São Paulo, a mídia tradicional ainda se mantém como uma importante ferramenta para o mercado musical, porém não é mais a principal. "Ela ajuda no volume. Então quanto mais você sai no jornal, na TV, na rádio, melhor. Mas a gente sabe que hoje a comunicaçao de cultura não é mais por aí", explica.

As mídias sociais, assim, tornam-se um canal de comunicação direto com o público dos artistas, permitindo a realização de ações de marketing bem-sucedidas e com custo inferior ao da mídia de massa. "A gente consegue fazer com que a música chegue mais fácil no público fazendo uma boa campanha numa plataforma de streaming, colocando essa música numa playlist que vai bombar e essa música vai se espalhar também muito mais facilmente", argumenta a especialista.

Fabiana destaca ainda que essa gama de possibilidades para se explorar na mídia digital possibilita uma certa proximidade com as pessoas e, deste modo, é possível construir a base de fãs dos artistas.

O Mídia em Foco debate o mercado musical: assista ao programa completo aqui.
 

Ultimas

O que vem por aí